sábado, 3 de abril de 2010

De volta à realidade....

Ois gente!! Eu andei sumida né?? Mil desculpas. Mas enquanto estava na Argentina, ficava difícil aparecer por aqui, pois eu usava um pc no hotel, e tinha outras pessoas para usar tb; logo, não podia me demorar.
Bem, eu "descobri" que de verdade eu AMO Buenos Aires e não me lembrava mais disso, kkkk. Eu já estive lá antes, em outras ocasiões sempre passeando e me divertindo, mas fazia 15 anos que não pisava lá!! Decidi que de agora em diante vou ir até lá com mais frequência, afinal daqui até lá é tão pertinho....
Eu fui para lá uns dias antes do Festival Latinoamericano começar. Estava acompanhando meus pais e por esse motivo os dias foram de bater pernas e olhar vitrines, entrar em cafés ( que existem uns 3 ou 4 por quadra ), eventualmente comprar algo e passear!! Foram dias ótimos!!
Daí chegou o dia da abertura do festival. Me encontrei com outros brasileiros que lá estavam pelo mesmo motivo e nos reunimos para "rachar" o táxi. Infelizmente, o local do evento era um pouco longe do centro e só chegando lá de táxi.
Tirando o fator locomoção, o local é MARAVILHOSO!!!!! É uma fundação - museu, que abriga obras de arte e decoração que inicialmente pertenciam à família Raggio, antigos donos do local. Eles doaram a casa e todo seu patrimônio à cidade de Buenos Aires e a prefeitura tombou o local. Outras obras foram sendo agregadas ao longo dos anos e por isso, a casa transpira arte.
As peças de patchwork que estavam expostas, estavam distribuídas por todas as salas e ambientes da casa, misturadas entre as obras de arte. Um luxo só!!
Cada detalhe de cada cômodo, chamava a atenção. Destaque especial para a sala redonda de pé direito altíssimo com uma cúpula pintada , um piano de cauda ( cuidadosamante coberto ), portas com vitrais na parte de cima e o mármore que estava por toda parte. De cada porta dessa sala redonda podia-se ver as peças de patchwork penduradas estrategicamente nos corredores em volta dessa sala. Tudo muito lindo mesmo!!
Outro destaque imponente era a sala de janta que embora fosse escura pelo madeiramento em toda sua volta e as cortinas pesadas, era luxuosíssima e claro, cheia de arte por todos os lados. Haviam duas lareiras nessa sala, uma imensa mesa de jantar e objetos antigos. Sobre a mesa e pendurados pelas paredes, mais patchwork.
Do lado de fora da casa pelos jardins, havia mais obras de arte...por todos os lados!! Gente, só vendo para crer.
Pena o local ser afastado do centro....
O que foi muito legal, foi perceber que nós brasileiros não estamos tão mal na fita. Explico. Lá na Argentina, assim como no Uruguay e no Chile, eles encontram dificuldades em comprar tecidos, material próprio de patchwork e tudo que envolve nosso universo de costura. Eles, na sua maioria,são obrigados a comprar o que tem a disposição , que é material importado, tecidos importados. Portanto eles gastam muito; já que tudo é convertido para pesos argentinos, chilenos, ou uruguaios à partir do dólar americano.
Para quem mora nas capitais, ainda assim fica um pouco mais fácil. Mas existem muitas quilteiras do interior, que são obrigadas a encomendar tudo das capitais, ou seja, mais um custo de envio!!
Gente, as minhas alunas as vezes reclamam que não encontram tecidinhos.....eu disse à elas que parassem de reclamar e agradecessem por termos quase tudo à nossa disposição, e melhor, produtos nacionais!!
Nossos tecidinhos fizeram sucesso por la´. Digo isso, pois nas oficinas das quais participei, todas as colegas estavam admirando nossas estampas e a qualidade do tecido. Uma surpresa agradável!
Aliás, quanto às oficinas. SHOW!! Adorei conhecer Pilar Donoso, uma chilena que viveu muitos anos nos Estados Unidos e que tem trabalhos lindíssimos. Ela estará em São Paulo, na feira ministrando os mesmos cursos de Buenos Aires. Ela é muito simpática e aberta a conversas e trocas de experiência. Estava acompanhada de uma de suas sócias, a Monica, uma simpatia tb!! Elas duas e mais uma outra possuem uma loja em Santiago, no Chile, onde vendem material, peças prontas e ministram aulas.
A outra professora era a Alison Schwabe, uma australiana radicada temporariamente no Uruguay. Bem agradável também e uma artista. Ela faz patchwork numa linha mais artítica, masi livre. Bem diferente. Ela é mestra em - freehand rotary cutting - ou seja, corte livre com o cortador, sem uso de réguas!! Cada peça linda ela trouxe para nos mostrar!!!!
No mais, foi tudo muito bom!! A troca de experiência com outras pessoas, o convívio com os brasileiros fora de casa, tudo é sempre muito gratificante.
Eu tive boas surpresas. Descobri que uma pessoa que eu achava meio esnobe, é na verdade muito querida, só que extremamente tímida e por esse motivo passa a impressão errada. Mas adorei conviver com ela por uns dias. Foi bom para derrubar por terra essa impressão ruim que eu tinha.
Tive a oportunidade de conviver com a Ana Helena, que eu já conhecia de Gramado, e partilhar bons momentos com a Ingrid Sessegolo, uma amiga de Cruz Alta que também foi ao festival.Por lá estavam ainda o Marcos Hidalgo da Revista Profissional Patchwork ( uma simpatia de pessoa ), a Rute Sato, a Sandra Callegari, entre outros.
Gente, daí eu conheci pessoalmente a Luna Meire de Teresópolis. Uma simpatia tb!! Junto dela estava uma Argentina muito sorridente e simpática, a Marcella. Adorei encontrá-las!!
No meio disso tudo, pude desfrutar de um show de Tango maravilhoso, caminhar por aquelas ruas lindas e históricas, ver aqueles edifícios arquitetônicos maravilhosos do centro e praticar meu espanhol, que eu descobri não se perdeu e apesar de meio atrapalhado, me ajudou a semana toda!!
Bem, acho que foi só. Precisa mais???? KKKKK
Vou tentar colocar algumas fotos aqui e qualquer coisa, entrem em contato comigo.
Super beijo de Feliz Páscoa e até!!

Sonia

Aqui estamos nós: Luna, Eu e Marcela!!

3 comentários:

Tecendo Sonhos disse...

Sosso!!! Que delícia de passeio!!! Ai queria ser uma mosquinha para estar lá também!!kkk
Mas fiquei muito feliz em saber que vc curtiu muito e estou adorando saber das novidades por vc!! Detalhes pequenos fazem a diferença!! Adorei tudinho o que vc escreveu!! Parabéns pela viagem linda, pelas fotos e obrigado por partilhar esta alegria conosco que somos tuas fãs!!
Lindona, estou ansiosa para te ver em Sampa!! Já comprei as passagens e paguei o hotel!! Estou como criança pequena a espera do dia de natal!!kkk
Beijocas linda e uma feliz pascoa para vc e para sua linda família!!!
Beijocas
Andreza

Tecendo Sonhos disse...

Ahhh... desculpa a ignorancia mais quem é Luna Meire?? kk
É que eu tenho uma amiga que mora em Teresópolis e anda como louca atraz de uma atelier por la...
Bjooooo!!
Andreza

Artes e Vidas disse...

Agora que deu tempo de ler tua história, por sinal, mara!
Sonia, vc já escreveu ou tem intenção de escrever um livro, tem jeito pra coisa. Amo ler tuas historinhas, parece até que viajei com vc.
Muito bom tudo isso.
Bjs